Digite abaixo o que você procura

O que é lúmen e como identificar a intensidade de brilho de uma lâmpada

14 de dezembro de 2020

Na hora de comprar uma lâmpada, muita gente se prende apenas ao valor em Watts que vem destacado na embalagem do produto. Mas você sabia que existe outro número ainda mais importante? Estamos falando do Lúmen, uma unidade que mostra especificamente a intensidade do brilho de uma lâmpada ou de qualquer outra fonte de iluminação. 

Para fazer a escolha certa na hora da compra, entenda o que é o lúmen, qual a relação dele com a quantidade de Watts consumidos e principalmente como esse valor pode impactar os ambientes da sua residência. 

O que é um lúmen?

O lúmen é uma unidade de medida que informa o fluxo luminoso, ou seja, o quanto uma lâmpada é capaz de iluminar um ambiente. Quanto mais alto for o valor em lúmens, mais intensa é a luz que ela emitirá. O termo tem origem no latim, significando literalmente “luz”. 

Os lúmens pertencem ao Sistema Internacional de Unidades (SI), atualmente o padrão mais utilizado em todo o mundo. A unidade lúmen é expressa pela sigla Lm. 

A relação entre os lúmens, lâmpadas e Watts

Ao contrário do que muitos imaginam, o valor em Watts que vem estampado na embalagem dos produtos não indica diretamente o quanto eles iluminam, mas sim o quanto consomem de energia. O Watt é uma unidade de potência que pode ser obtida pela multiplicação entre a tensão (volts) e a corrente (amperes). 

A medida em Watts é destacada até hoje pelas fabricantes porque lâmpadas incandescentes, fluorescentes e LED apresentam um consumo diferente, mesmo quando equiparadas em termos de capacidade de iluminação. É o que chamamos de equivalência de potência. 

Outro aspecto que você deve observar é a eficiência energética da lâmpada. Para calculá-la, basta dividir o Fluxo luminoso (lúmens) pela potência (Watts). Quanto mais alto for o fluxo luminoso e mais baixa a potência, mais eficiente e econômica uma lâmpada será. 

Nesse sentido, a tecnologia LED vem se destacando por oferecer baixíssimo consumo e iluminação de alta qualidade. Para você ter uma ideia, um LED pode produzir em média 85 lúmens por Watt, enquanto uma lâmpada do tipo incandescente produz apenas 15 lúmens por Watt. O LED também é mais seguro por não esquentar, evitando queimaduras ao toque. 

Confira abaixo um exemplo da tabela de equivalência de potência de Lâmpadas, conforme disponibilizado pela ABilumi

Qual é o melhor tipo de lâmpada e como escolher?

A partir da informação de lúmens, nós podemos calcular a luminância, que é a relação do fluxo luminoso pela área do ambiente em metros quadrados. Medida em lux, a luminância é de extrema importância porque fornece um parâmetro de iluminação para cada cômodo. Normas como a NBR-5413, da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) trazem referências precisas para todos os tipos de ambientes, sejam eles comerciais ou residenciais. 

Por essa razão, precisamos destacar que nem sempre a lâmpada com maior brilho é melhor. É preciso pensar na necessidade de iluminação específica de cada cômodo da casa, obtendo equilíbrio entre visibilidade e conforto visual para as diversas tarefas do dia a dia. 

Confira a seguir a tabela de recomendação de iluminância mínima (em lux) para os principais ambientes residenciais: 

  • Salas de estar:
    • Geral: 100 – 150 – 200
    • Local (leitura, escrita, bordado, etc.): 300 – 500 – 750
  • Cozinhas: 
    • Geral: 100 – 150 – 200
    • Local (fogão, pia, mesa): 200 – 300 – 500
  • Quartos de dormir:
    • Geral: 100 – 150 – 200
    • Local (espelho, penteadeira, cama): 200 – 300 – 500
  • Hall, escadas, despensas, garagens:
    • Geral: 75 – 100 – 150
    • Local: 200 – 300 – 500
  • Banheiros:
    • Geral: 100 – 150 – 200
    • Local (espelhos): 200 – 300 – 500

Tecnologia inteligente para a sua casa

Uma das grandes novidades do mercado de iluminação é a chegada das lâmpadas inteligentes. Utilizando LEDs e tecnologia Wi-Fi, elas podem ser controladas a qualquer momento pela tela do seu smartphone, sem exigir qualquer modificação na rede elétrica. Basta colocar na sua luminária ou spot já existente. 

Além da facilidade de uso, outro grande destaque é que as lâmpadas inteligentes podem ser programadas em todos os sentidos, desde a cor até a intensidade da luz. Isso garante economia de energia e flexibilidade para se adaptar a qualquer cômodo da sua casa. Fontes: Iluminim, ABilumi, NBR-5413 (Via UFPR).