Digite abaixo o que você procura

Perdeu o celular? Mas não o controle da sua casa inteligente

Confira dicas importantes para manter a proteção dos seus dados em caso de perda ou roubo do seu smartphone

16 de novembro de 2020

Quantas horas por dia você passa mexendo no seu celular? Sair de casa sem ele pode desencadear uma crise de ansiedade em muitas pessoas. Ficar desconectado, mesmo que por poucas horas, nos dias de hoje é uma missão quase impossível.

A situação pode piorar muito se você perder ou tiver o seu smartphone roubado. Aí, sim, o desespero bate forte e é perfeitamente compreensível, afinal, muitas – quase todas – nossas informações pessoais estão no aparelho que comanda boa parte da nossa vida e até da nossa casa. 

São acessos a contas bancárias, agenda telefônica, fotos, conversas, redes sociais e, para quem gosta de tecnologia, conforto e praticidade, até o controle da sua casa inteligente. Porém, se por alguma razão você ficar sem seu smartphone, não se desespere. Confira as nossas dicas para continuar no controle da sua casa e proteger suas informações.

Tela de Bloqueio

Se você não possui uma senha no seu celular, pare tudo que estiver fazendo e crie uma agora mesmo. Colocar uma barreira logo de cara é essencial para proteger não só a sua casa inteligente, mas todas as informações que você armazena no seu smartphone. Os aparelhos já permitem que você proteja o equipamento com uma senha deslizante, um código PIN numérico ou até mesmo reconhecimento facial.

A configuração é super simples e rápida e, mesmo que precise utilizar a senha toda vez que for usar o celular, essa é a dica mais importante para protegê-lo. Alguns modelos permitem que você cadastre a sua digital, o que torna o seu acesso mais rápido e aumenta significativamente a sua proteção, uma vez que nem com a sorte a outra pessoa vai poder contar.

Seu acesso à Positivo Casa Inteligente

Se a sua preocupação é continuar no comando da sua casa inteligente em caso de perda ou roubo do seu smartphone, é fácil. Você só precisa fazer o download do aplicativo Positivo Casa Inteligente em outro aparelho, acessar a sua conta com o mesmo ID de login e senha cadastrados anteriormente.

controle da casa inteligente

Depois clique em “eu” no canto inferior direito; em seguida, clique no seu nome, que aparecerá na parte superior da tela; na sequência, toque em “conta e segurança”. Escolha “alterar senha de login”.

Um código de verificação será enviado para o e-mail cadastrado no aplicativo. Insira esse código na tela e altere sua senha. Simples, né? Assim, você reforça a segurança e garante que ninguém terá o controle das suas soluções inteligentes, mesmo que acessem o seu smartphone.

Localize seu celular remotamente

Muitas pessoas ainda não utilizam os recursos remotos, mas eles podem ser essenciais na hora de encontrar o seu smartphone. Cada sistema operacional oferece o recurso de forma diferenciada, mas todos possuem algum jeito de usufruir dessa segurança.

Também é possível fazer o download do app “Encontre Meu Dispositivo” na loja Google Play e isso permitirá manter a segurança dos dados e bloquear o celular.

É importante destacar que para o funcionamento desse recurso é preciso manter o serviço de GPS ligado. Então, se você é daqueles que costuma desativar a função para economizar bateria, saiba que não será possível encontrar o smartphone em caso de perda ou roubo.

Faça backups regulares

Adotar o hábito de realizar backups dos seus arquivos é importante não apenas para ter acesso às suas informações em caso de perder ou ter o smartphone roubado, mas também se ele apresentar algum problema técnico.

Crie o hábito de fazer uma cópia de segurança pelo menos uma vez a cada 30 dias. Você pode transferir os dados para um cartão de memória, para o PC, para um HD externo ou mesmo para um serviço de armazenamento de dados na nuvem. A escolha é sua. O importante é que todas as informações sejam salvas em outro lugar que não o seu smartphone.

Configure seus apps

Evitar que pessoas acessem seus aplicativos também pode ser feito com uma dose extra de segurança. Para isso, o Facebook, por exemplo, disponibiliza a opção “onde você está conectado”. Basta acessar a área de “segurança” em “configurações”. Neste recurso, você saberá onde suas contas estão conectadas e, se desejar, pode desconectá-las.

O Gmail também oferece essa possibilidade. No canto inferior direito da sua caixa de entrada (bem discreto) você deve clicar em “detalhes” e verificar onde seu e-mail está logado. Diversos aplicativos também possuem a mesma função para ajudar você descobrir onde suas contas estão sendo acessadas e interromper conexões que sejam suspeitas.

Autenticação em dois fatores

É possível ainda recorrer ao recurso de autenticação em duas etapas em seus aplicativos. Isso faz com que você precise inserir mais uma senha para acessar suas contas. WhatsApp. Facebook, Google Drive e Dropbox, por exemplo, já oferecem essa medida de segurança extra.

A lógica é simples: ao tentar acessar o app, mesmo que alguém saiba a sua senha, será preciso validar a entrada uma “segunda vez” antes de fazer login na conta. Essa segunda validação se dá por meio de mensagem via SMS, e-mail ou até mesmo contato telefônico. Trata-se de uma alternativa muito válida para evitar qualquer tipo de problema.

Anote o número do IMEI

Na nota fiscal, na caixa do aparelho ou sob a bateria do telefone é possível identificar o código IMEI (International Mobile Equipment Identify). Todos os smartphones possuem um e o objetivo é justamente proteger seu equipamento em caso de perda ou roubo do celular. Também é possível conseguir o número digitando *#06# e o número aparecerá na sua tela.

Para efetuar o bloqueio, é preciso primeiro registrar o Boletim de Ocorrência (BO), depois comparecer à sua operadora com o BO e o número do IMEI. Eles farão o bloqueio do chip e do aparelho, inutilizando o seu celular. Em tempos em que os dados valem muito, todo cuidado é pouco para proteger suas informações. Com essas dicas, você garante não só a segurança da sua casa inteligente, mas também de tudo que está armazenado no seu smartphone.

Reforce a sua segurança e olho vivo

A senha que você utiliza em um aplicativo ou serviço deveria ser exclusiva. Quando você utiliza a mesma senha em diversos apps, as chances de que vários programas sejam comprometidos em caso de perda do celular aumentam. Em contrapartida, sabemos que é complicado memorizar muitas senhas. Qual é a solução?

controle da casa inteligente

Você pode recorrer aos aplicativos gerenciadores de senha. Eles funcionam da seguinte forma: para acessá-los, uma senha mestre é configurada (geralmente com autenticação de dois fatores). Dentro do software você pode salvar senhas e todos os serviços que utiliza, incluindo aquelas geradas por computador, que tendem a ser mais difíceis de serem quebradas.

Use apenas aplicativos baixados das lojas oficiais

Se você quer ter certeza de que um app que está utilizando é seguro, então você deveria baixar apenas aplicativos a partir da loja oficial do seu sistema operacional. Quando baixamos apps e arquivos de fontes duvidosas, aumentam as chances de que esses conteúdos estejam infectados por vírus e malwares que podem comprometer sua segurança.

Para estarem nas lojas oficiais, os apps são testados pela empesa responsável pelo sistema operacional, o que garante que somente conteúdos de boa procedência serão oferecidos aos consumidores. Se possível, evite rootear ou fazer jailbreak no celular: essas opções abrem brechas de segurança em seu aparelho.

Mantenha tudo sempre atualizado

Muitas pessoas não gostam de atualizar seus apps com frequência, com medo de perderem acesso a determinados recursos ou, ainda, por acreditarem que isso impacta na forma como as empresas monitoram seus dados. O fato é que apps e sistemas desatualizados podem ser a porta de entrada para pessoas mal-intencionadas invadirem sua segurança.

As atualizações servem justamente para que os desenvolvedores encontrem e corrijam falhas de segurança, tornando o aplicativo mais robusto. O ideal é deixar essas atualizações configuradas para serem baixadas de forma automática, evitando que passe tempo demais entre um update e outro.